• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Começa nesta sexta (20/08) a 13ª Plenária Estadual da CUT-MT

A 13ª edição da Plenária Estadual da Central Única dos Trabalhadores de Mato Grosso (CUT-MT) será no formato virtual e começa nesta sexta-feira (20/08), com credenciamento dos participantes a partir das 15h.

Publicado: 19 Agosto, 2021 - 16h39 | Última modificação: 19 Agosto, 2021 - 17h20

Escrito por: Assessoria/CUT-MT.

CUT-MT
notice
13ª Plenária Estadual da CUT-MT

A 13ª edição da Plenária Estadual da Central Única dos Trabalhadores de Mato Grosso (CUT-MT) será no formato virtual e começa nesta sexta-feira (20/08), com credenciamento dos participantes a partir das 15h, tendo início das atividades às 18h.

O presidente da CUT-MT, Henrique Lopes, destaca a importância da participação ativa dos trabalhadores, especialmente dos delegados e delegadas sindicais, nas discussões levantadas no encontro que recebeu o nome de “Jocilene Barboza e Julio Cesar Viana”, em homenagem aos sindicalistas que faleceram em um acidente de carro em dezembro de 2018.

“Este será um importante espaço de debates para a classe trabalhadora, para que possamos traçar nossos planos de luta, avaliar a atual conjuntura política e econômica, a fim de elaborar estratégias do nosso plano de ação no combate aos desmontes dos serviços públicos e sociais, provocados pelo atual sistema de governo ao qual estamos submetidos”, disse.

O sindicalista ainda ressaltou o momento de crise provocado pela pandemia, somada à negação de direitos da classe trabalhadora. “Estamos vivendo num contexto de resistência, diante de propostas de reformas que, se concretizadas, acabarão com a autonomia dos servidores, favorecendo a corrupção e destruição dos serviços públicos como SUS e a escola pública. Quanto à esses ataques, precisamos, mais do que nunca, discutir, nos unir e organizarmos a nossa resistência”, destacou Henrique.

A secretária Geral da CUT-MT, Guelda Andrade, reforça que a realização da plenária é uma exigência estatutária e que, neste momento, é uma ferramenta importante no fortalecimento dos trabalhadores enquanto classe. “O cenário atual exige essa organização. Precisamos nos fortalecer e nos preparar para o próximo período, onde temos em tramitação essa proposta de reforma administrativa, que corrói e pretende acabar com os serviços que hoje são ofertados na esfera pública, de maneira gratuita aos cidadãos que precisam.  Os debates dessa plenária colocarão à mesa também o processo eleitoral de 2022, onde teremos a oportunidade de mudar esse cenário, com um governo que, de fato, se preocupe com os direitos humanos e que respeite a soberania e democracia do povo brasileiro. Só com a classe trabalhadora organizada, promovendo esses debates e reflexões, é que será possível fazer o enfrentamento a toda essa política autoritária que temos atualmente ”, disse Guelda.

Programação da 13ª Plenária Estadual da CUT-MT -  Edição Virtual

Dia 20/8 sexta-feira

Período Vespertino 15h – Credenciamento

Período Noturno 18h – Abertura oficial 18h 30min. – Mística 18h 50 – Leitura e Aprovação do Regimento

19h 15min. Painel 1 – A Conjuntura Política, Econômica no Brasil e no Mundo, no contexto das Reformas e da negação dos Direitos da Classe Trabalhadora. Palestrantes: Ariovaldo de Camargo (Sec. de Finanças da CUT Nacional) Henrique Lopes do Nascimento (Presidente da CUT-MT) Coordenação: Ana Lúcia Antônia da Silva ( Dirigente da CUT-MT) Angelina de Oliveira Costa (Sec. da Mulher Trabalhadora da CUT-MT)

20h 5min. – Debate 21h 15 min.

Encerramento do Credenciamento 21h 30min.

Encerramento  Dia 21/08 sábado

Período Matutino 8h – Abertura do Credenciamento

Painel 2 – A Organização e a Estratégia da Classe Trabalhadora Frente à Necessidade da Garantia de Direitos e fim do Genocídio do Povo Brasileiro Palestrantes: José Celestino Lourenço (Sec. de Sec. de Cultura da CUT Nacional) Antônio de Lisboa Amâncio Vale (Sec. de Relações Internacionais da CUT-MT) Coordenação: Antônia Aparecida de Oliveira Aguiar (Sec. de Cultura da CUT-MT) Marivone Souza Pereira (Sec. de Mobilizações e Movimentos Sociais da CUT-MT)

10h – Trabalho de Grupo – Avaliar o Cenário Nacional, Estadual e traçar um Plano de Lutas para a Cut-MT. 10h 30 min.

Encerramento do Credenciamento 11h 30min. – Intervalo para o Almoço Período Vespertino

13h – Plenária Deliberativa • Exposição e aprovação das emendas ao texto base; • Moções; • Eleição de delegados. Coordenação: Henrique Lopes do Nascimento (Presidente da CUT-MT) Maria Celma de Oliveira (Vice- Presidenta da CUT-MT) Guelda Cristina de Oliveira Andrade (Secretária Geral da CUT-MT)

18h 30min – Encerramento “Os trabalhadores não têm nada a perder em uma revolução comunista, a não ser suas correntes. ” KARL MARX

Fonte: Assessoria/CUT-MT.