• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

CUT MT reforça a coleta de assinaturas contra reforma na Praça Ipiranga

Os formulários do abaixo-assinado podem ser baixados e impressos

Publicado: 12 Maio, 2019 - 20h03

Escrito por: Silvia Marques

notice

Todas as sextas-feiras, a Central Única dos Trabalhadores de MT (CUT MT) em parceria com a Roda da Cidadania do Deputado Estadual Lúdio Cabral, montam tenda na Praça Ipiranga para coletar assinaturas contra a Reforma da Previdência. O abaixo-assinado, que está sendo realizado em todo o País, por iniciativa das centrais sindicais e sindicatos filiados, será encaminhado ao Congresso Nacional.

Para o secretário de comunicação da CUT MT, Robinson Cireia, a coleta é muito importante para a mobilização nesse momento, é uma das estratégias para barrar a reforma da previdência.  “A coleta de assinaturas tem por objetivo pressionar os Deputados Federais a votarem a favor da reforma da previdência que aumenta a idade para se aposentar, reduz o valor da aposentaria e transforma a previdência em um fundo de capitalização”, explica o dirigente da CUT/MT.

“A ação ainda tem o objetivo de dialogar com a população sobre as consequências nefastas da Proposta de Emenda à Constituição (PEC006/2019). O abaixo-assinado será entregue ao Congresso em maio”, completa solicitando que baixe o formulário e colete a assinatura dos familiares, colegas de trabalho e vizinhos.

“É muito importante participar de todas as mobilizações de rua chamadas pela CUT, como o próximo dia 15 de maio e o 14 de junho, mas a pressão virtual também deve ser feita todo dia, pelo celular, tablet ou computador”, diz o secretário de Comunicação da CUT MT.

O dirigente lembra, ainda, que vale a pressão feita pessoalmente nos aeroportos, bases dos parlamentares ou em qualquer evento nos quais eles estejam presentes e cita o Deputado Federal Valtenir Pereira - MDB/MT, já se posicionou a favor da reforma.

 Querem roubar sua aposentadoria

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 006/2019, da reforma da Previdência, de Bolsonaro, se aprovada, vai destruir a aposentadoria do povo brasileiro. A PEC acaba com a aposentadoria por tempo de contribuição e institui a obrigatoriedade da idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres, aumenta o tempo mínimo de contribuição de 15 para 20 anos e altera as regras especiais de trabalhadores e trabalhadoras rurais e professores.

Orientação

Os formulários do abaixo-assinado podem ser acessados aqui.  Após a coleta de assinaturas, os formulários assinados podem ser entregues no sindicato ou na CUT MT, que encaminhará o documento final para a sede da CUT em Brasília.