• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

CUT-MT repudia ataques feitos à vereadora Graciele Marques e profª Lélica Lacerda

Tais ataques são o mais puro reflexo de grupos que se guiam fanaticamente pela narrativa do Presidente da República e que se manifestam com violência a qualquer que se oponha a seu "deus" Bolsonaro.

Publicado: 23 Agosto, 2021 - 18h38 | Última modificação: 23 Agosto, 2021 - 19h17

Escrito por: Assessoria/CUT-MT.

CUT-MT
notice
Moção de Repúdio

Os/as delegados/as da 13ª Plenária Estadual da CUT-MT Júlio Cesar Martins Viana e Jocilene Barboza dos Santos, reunidos nos dias 20 e 21 de agosto de 2021 por plataforma virtual, manifestam o repúdio à forma covarde que parte das elites mato-grossenses e seus asseclas, tem atacado a professora e vereadora Graciele Marques dos Santos- PT/MT e professora Dra. Lélica Elis Pereira de Lacerda, pelos seus posicionamentos as quais tem questionado o atual modelo de desenvolvimento do estado e à política desastrosa do governo Bolsonaro.

A CUT-MT denuncia que tais ataques são o mais puro reflexo de grupos que se guiam fanaticamente pela narrativa recorrente do Presidente da República e que, sem qualquer cerimônia, se manifestam com violência a qualquer que se oponha ao seu “deus” Bolsonaro.

A destruição dos outdoors que continham mensagens anti-governo e as ameaças de morte à professora, após sua fala em audiência pública em Sinop, ainda, as ameaças feitas sem mostrar o nome são típicas da covardia fascista que quer a todo custo encobrir a crise em que estamos inseridos, seja ela política, ética, econômica e social, promovida por Bolsonaro e apoiada pela elite colonial de Mato Grosso.

Exigimos das autoridades que tomem todas as medidas urgentes e necessárias para a elucidação dos fatos, e o trado aos responsáveis dentro dos rigores da Lei. Exigimos também que sejam adotadas medidas para assegurar as garantias de vida às companheiras e que sejam também respeitados seus legítimos direitos de manifestação e exercício do mandato parlamentar.

Não aceitaremos a regressão dos direitos.

 

CUT-MT: Central Única dos Trabalhadores de Mato Grosso

Livre, Autônoma e Classista