• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

NOTA DA CUT-MT - SERVIDORES PÚBLICOS OCUPAM DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE MT

CUT MT junto com os servidores públicos

Publicado: 22 Janeiro, 2019 - 18h05 | Última modificação: 22 Janeiro, 2019 - 18h26

Escrito por: DIREÇÃO DA CUT MT

notice

A Central Única dos Trabalhadores (CUT)-MT está no movimento de ocupação da Assembleia Legislativa, que começou na manhã desta terça-feira, 22, porque não aceita o desmonte do Estado e nem o ataque aos serviços e aos servidores públicos.

O governador Mauro Mendes, do DEM, enviou um pacote de maldades à Assembleia que acaba com a Recomposição Geral Anual (RGA), extingue empresas públicas, abre caminho para o aumento da alíquota previdenciária de 11% para 14%, congela a elevação de classe e nível de funcionários, além de atrasar o pagamento do décimo terceiro salário e do salário dos primeiros meses de 2019.

O governador mira nos servidores e no desmonte do Estado e, de outro lado, mantém a velha política de beneficiar o agronegócio, grandes empresas e empresários com as desonerações, renúncias e isenções fiscais, que provocam um rombo de bilhões de reais aos cofres públicos. Essa é a verdadeira origem da crise financeira de Mato Grosso. Os barões do agronegócio estão cada vez mais ricos porque não pagam impostos, enquanto a população do estado sofre com o sucateamento dos serviços públicos.

Mauro Mendes alimenta a mídia comercial com informações prejudiciais aos servidores públicos e esconde as isenções dos seus amigos, empresários e fazendeiros, inclusive o próprio benefício à sua empresa, a Bimetal.

Devido a essa política, nós da CUT e de nossas bases, estamos juntamente com o Fórum Sindical, participando da ocupação do plenário da Assembleia Legislativa e de todas as mobilizações. Sabemos que essa política está alinhada com o governo Bolsonaro, que pretende privatizar e destruir o serviço público, além de fazer uma Reforma da Previdência que ataca o direito à aposentadoria do trabalhador.

Chamamos a unidade de todos servidores do estado de Mato Grosso para essa luta. Mas, também apontamos que será necessária a unidade nacional da classe trabalhadora, na linha de não aceitar os ataques do governo Bolsonaro. Aqui vamos fazer assembleias em cada categoria de servidores para discutir uma Greve Geral e essa mobilização é prenúncio de uma mobilização nacional contra os ataques do governo federal.

A CUT está na mobilização, apoiando a ocupação da Assembleia Legislativa pelos servidores, preparando a resistência contra os ataques aos serviços públicos e aos direitos dos trabalhadores que Mauro Mendes e Bolsonaro estão desenvolvendo, preparando a greve geral para garantir os direitos e a democracia.

Em defesa da democracia e dos direitos dos servidores do Estado de Mato Grosso!

Retirada dos projetos de Mauro Mendes da Assembleia Legislativa!

Todo apoio aos trabalhadores do serviço público de Mato Grosso!

DIREÇÃO DA CUT MT

carregando
carregando