• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

TST nega recurso e condena BB a pagar 7ª e 8ª horas dos Assistentes da Gerat

O secretário Geral do Seeb/MT e funcionário do BB, Alex Rodrigues, explica que o TST negou o recurso do Banco do Brasil e manteve a decisão da Juiza Maiza Silva Santos, da 6ª Vara do Trabalho de Cuiabá/MT

Publicado: 13 Dezembro, 2019 - 19h34

Escrito por: SEEB-MT

SEEB-MT
notice

O Sindicato dos Bancários de Mato Grosso (Seeb/MT) garantiu na justiça mais uma importante vitória para os Assistentes Negócios do BB.

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) reconheceu o direito de todos os Assistentes Negócios das Gerências Regionais de Controles Internos (Gecoi, antiga Gerat) e condenou o BB a pagar, como extras, a sétima e oitava horas trabalhadas.

O secretário Geral do Seeb/MT e funcionário do BB, Alex Rodrigues, explica que o TST negou o recurso do Banco do Brasil e manteve a decisão da Juiza Maiza Silva Santos, da 6ª Vara do Trabalho de Cuiabá/MT, que condenou o BB a pagar as 7ª e 8ª horas de trabalho aos Assistentes A UN (Unidade de Negocio da Gerat), com seus reflexos desde 2018.

“O magistrado acolheu o pedido de pagamento como extras das 7ª e 8ª horas diárias aos empregados nos períodos vindicados (no exercício da função), acrescidas dos seus reflexos”, afirma ressaltando que a Justiça do Trabalho reafirmou a tese do Sindicato que não poderia reduzir salários”, explica Alex.

Orientação

O Banco não pode mais entrar com recurso.

O Sindicato já entrou com pedido para que o BB junte aos autos a listagem dos funcionários. Mas, está também fazendo uma relação de nomes e por isso, solicita aos funcionários ativos ou aposentados que atuaram ou atuam como Assistentes Negócios das Gerências Regionais de Controles Internos (Gecoi, antiga Gerat) desde julho de 2008 que façam contato para que sejam incluso na lista que será juntada ao processo.

Mais informações sobre o processo e inclusão do nome na listagem pelo whatsap 65 9962-3616 (falar diretamente com Alex Rodrigues).

SEEB-MT